Blog Megaleios

Saiba tudo que acontece no mundo da tecnologia

Novidades do mercado digital, atualizações importantes sobre desenvolvimento de aplicativos, soluções da web e muito mais! Aqui você fica sempre bem informado. Confira os últimos posts publicados no blog da Mega!

Como escolher entre um site responsivo e um app nativo?

Como escolher entre um site responsivo e um app nativo?

Muitos empresários têm dificuldades em decidir se devem criar um site responsivo (aquele que funciona bem em vários dispositivos) ou se concentram suas forças no desenvolvimento de um app nativo. É uma escolha difícil e, por isso, as vantagens e desvantagens precisam ser levadas em consideração.

Desde o ano passado, os aplicativos de varejo tomaram cerca de 27% do tempo do consumidor, o que nos leva a acreditar que um app pode alcançar seus clientes onde quer que eles estejam. Ao mesmo tempo, 67% dos consumidores afirmam estar mais propensos a comprar de um site que seja mobile-friendly do que de um site que não seja otimizado para outras telas que não a de um desktop.

Como escolher entre um site responsivo e um app nativo?. Foto: Reprodução

É complicado escolher entre um design responsivo e um app mas, no final, esta escolha depende dos objetivos do seu negócio. Se sua empresa pode bancar, é bastante recomendável você tenha os dois. Assim o seu negócio conseguirá a atenção do usuário de qualquer jeito. O aplicativo proporcionará uma experiência toda focada no mobile, enquanto o site poderá fornecer apenas uma experiência otimizada na web. A marca americana Nasty Gal, por exemplo, tem um site responsivo e um aplicativo de celular. Os dois ajudam a fornecer a melhor experiência para seus clientes da forma que quiserem comprar os produtos. A maioria das empresas não pode se dar ao luxo de fazer as suas coisas, e é por isso que é muito importante conhecer as vantagens de ambas as opções para escolher as prioridades da sua empresa.

O design responsivo não cura todos os problemas

Certamente, o site responsivo é uma opção mais acessível quando comparada com o app. Isso levando em consideração os custos iniciais para redesenhar o seu site para ser mobile-friendly e o custo de manutenção e upgrades. Dependendo dos profissionais e do tamanho do site, um design responsivo geralmente leva menos tempo para ser criado do que um aplicativo, já que não precisa das aprovações da App Store, do Google Play ou da loja do Windows Phone para ir ao ar.

Se o que você quer é a visibilidade nas ferramentas de busca, um site responsivo é fundamental para trazer mais tráfego para o seu site, já que um app fica em um ambiente fechado e não pode ser indexado pelos buscadores.

Entretanto, não pense que o design responsivo é o melhor caminho quando se trata de otimizar a experiência nos dispositivos móveis. Embora otimize a experiência, ele não incorpora todas as características dos smartphones, como a câmera ou o GPS como um app nativo pode fazer. Um aplicativo irá fornecer aos usuários funcionalidades exclusivas e a velocidade que o site responsivo não pode alcançar, mas que pode ser atingida com o sistema operacional que você escolher.

No final, ter um site responsivo é melhor do que não ter uma versão mobile-friendly, mas ainda não é a solução final para a experiência do seu cliente com a empresa no celular. De novo, a escolha entre a capacidade de resposta e um app nativo depende de quais são os seus objetivos para os celulares.

Consulte o Analytics para decidir onde fará seu App 

Um app oferece uma experiência específica e única para os seus clientes e essa é uma das principais razões pelas quais a sua empresa deve considerar o desenvolvimento de um aplicativo ao invés do site responsivo.

Primeiramente, se você tiver dados de análise do seu site, poderá verificar quais os dispositivos móveis mais utilizados para visitá-lo recentemente. Isso pode ajudar a informar em que sistema operacional você deve criar seu aplicativo.

Como escolher entre um site responsivo e um app nativo?

Se você decidir pelo iOS, Android, Windows Phone, é essencial combinar as características do sistema operacional com o tipo de app que você pretende criar: se é uma loja de comércio eletrônico, um conteúdo focado site, etc.

Além de ser capaz de utilizar mais os recursos incorporados em um celular ou tablet, os apps muitas vezes têm acesso a mais dados de um usuário e, portanto, podem fornecer uma experiência mais personalizada.

Esta personalização da experiência através dos dados, poderia disparar notificações por push, recomendações de produtos, sugerir conteúdos para visualizar, entre outras ações orientadas para aquele usuário específico. Quando um usuário faz um perfil em um aplicativo que colhe dados sobre esta pessoa e seus hábitos on-line , fica muito mais fácil para o negócio e muito mais rápido para o usuário usá-lo para fazer compras, encontrar eventos, ouvir música, entre outras tarefas.

Até agora, um app nativo oferece a melhor experiência para os usuários de dispositivos móveis, levando em conta que o HTML 5 dos sites ainda tem muitas limitações para ser lido no celular.

À medida que a complexidade do site responsivo aumenta, o mais provável é que a experiência do usuário comece a sofrer. O app nativo oferece a melhor experiência de usuário para o seu público, aproveitando-se das funções do telefone e as expectativas dos clientes que utilizam esses dispositivos.

Para finalizar, as compras in-apps entregam 76% de toda a receita do mercado de aplicativos, uma vez que é particularmente fácil para o usuário realizar comprar com o cartão de crédito pré-inserido. Por isso, o aplicativo é o mais adequado especialmente se o seu aplicativo deseja oferecer compras pequenas como um serviço premium dentro do próprio app, serviços virtuais ou conteúdo adicional.

FONTE: The Next Web