Blog Megaleios

Saiba tudo que acontece no mundo da tecnologia

Novidades do mercado digital, atualizações importantes sobre desenvolvimento de aplicativos, soluções da web e muito mais! Aqui você fica sempre bem informado. Confira os últimos posts publicados no blog da Mega!

B2B Mobile: Insights do Google sobre essa área promissora
Avalie este post

Atualmente, os consumidores vêm modificando o cenário do B2B. Eles esperam ter as mesmas experiências digitais que encontram como consumidores. E ainda, criam a expectativa de que as empresas irão oferecer experiências mobiles mais fluidas. O Google recentemente realizou uma parceria com o The Boston Consulting Group para entender o impacto dos consumidores no B2B Mobile. Confira a seguir os resultados.

O novo cliente B2B

Os consumidores buscam, cada vez mais, experiências digitais cada vez melhores. E os clientes B2B pensam da mesma maneira.

Segundo os dados da pesquisa realizada pelo Google e pelo BCG, 50% das buscas B2B são feitas em smartphones. Constata-se ainda, que os clientes B2B usam o celular para trabalhar e fazer as tarefas em múltiplas telas.

O novo negócio B2B

Além do crescimento do uso de smartphones, as transações realizadas por esse canal também impactam os resultados do negócio. A pesquisa indica que o mobile reduz o tempo de compra, contribuindo para um aumento da receita e diminuição dos custos. Facilitando a tomada de decisão e colaboração entre a equipe, o mobile consegue melhorar o tempo de compra em até 20%.

Observa-se ainda que o B2B Mobile gera o maior índice de engajamento nos smartphones. Isso pode ser comprovado pelas métricas de buscas, tráfego no site, geração de leads e transações concretizadas.

Nova experiência B2B Mobile

As empresas líderes em B2B Mobile utilizam uma abordagem focada no consumidor. Primeiramente, elas adotam uma estratégia que privilegia o mobile. É realizada uma análise na geração de engajamento e na interação com as funções dentro da equipe de vendas. Assim, podem desenvolver estratégias específicas para cada um desses aspectos.

Depois, essas empresas criam experiências mobile-first simples, isto é, telas com textos curtos e formatos verticais. Também aproveitam as funcionalidades dos smartphones como dados de localização e links para ligações telefônicas.

Por fim, essas empresas entendem a eficácia de combinar os dados de sua própria base com dados relevantes de terceiros. Assim, conseguem compreender melhor seus clientes, melhorando a experiência deles e aumentando a sua fidelidade.

Vale ressaltar que as relações interpessoais no B2B permanecem verdadeiras, mesmo que nas experiências mobile. A diferença é que os anunciantes B2B estão aprendendo a fazer isso em escala.