Blog Megaleios

Saiba tudo que acontece no mundo da tecnologia

Novidades do mercado digital, atualizações importantes sobre desenvolvimento de aplicativos, soluções da web e muito mais! Aqui você fica sempre bem informado. Confira os últimos posts publicados no blog da Mega!

Com as inúmeras inovações experimentadas no mercado, as empresas buscam, cada vez mais, meios de otimizar o seu funcionamento. O método de desenvolvimento em squad surgiu como uma alternativa ao método tradicional de trabalho e vem ganhando espaço entre empresas e startups.

Já pensou em um modo mais ágil de organizar uma equipe? E se este modelo ainda trouxesse maior produtividade ao ambiente de trabalho?

Empresas como Google, Spotify, Nubank, Magazine Luiza, entre outras, já descobriram e utilizam o desenvolvimento em squad.

Para além desses nomes, qualquer empresa que possua interesse pode aplicar o método – que tem se tornado um “queridinho” das startups.

Então, ficou curioso(a) para saber mais? A MEGA te conta!

O que é o método de desenvolvimento em squad?

O método de desenvolvimento em squad consiste na formação de equipes multidisciplinares. Ou seja, colaboradores que normalmente trabalhariam em áreas distintas se reúnem em um mesmo grupo, com um objetivo em comum. Assim, estas equipes desenvolvem projetos de forma autônoma, tornando os processos mais ágeis, fluidos e dinâmicos.

Como surgiu essa metodologia?

Primeiramente, a metodologia foi criada e implementada pelo Spotify. Em 2012, Henrik Kniberg e Anders Ivarsson, agile coaches, publicaram um artigo detalhando como o método funcionava na empresa.

Além disso, há um vídeo disponibilizado pelo Spotify que explica a cultura adotada pela empresa, você pode assisti-lo clicando aqui.

Enfim, o fato é que a empresa buscava, com isso, garantir maior produtividade e qualidade.

As vantagens do desenvolvimento em squad

Entre as vantagens desse método, temos:

  • Produtividade: os squads costumam ser mais produtivos do que as equipes tradicionais. Isso porque as outras vantagens do squad, que veremos abaixo, tornam o processo mais produtivo. A menor quantidade de membros, mais concentrada, também aumenta a produtividade. O objetivo em comum acaba auxiliando o planejamento e a organização dos integrantes. Um departamento não fica aguardando pendências de outro, por exemplo.
  • Agilidade: os membros do squad possuem uma grande proximidade entre si. Isso faz com que a comunicação seja mais eficiente e os problemas resolvidos de maneira mais ágil e prática. Uma equipe bem estruturada, voltada a um projeto específico, tende a concluí-lo com muito mais agilidade.
  • Autonomia: os squads têm autonomia. A eles são confiados projetos a serem desenvolvidos de maneira autônoma. Essa autonomia traz consigo responsabilidades, que fazem com que os membros se desenvolvam constantemente.
  • Integração da equipe: uma equipe dividida em nichos muito delimitados costuma ter mais dificuldade para engajar. Trabalhando juntos, os membros acabam se conhecendo melhor. Eles compartilham momentos e experiências juntos, o que tende a integrar a equipe.
  • Inovação: como os squads contam com profissionais de áreas distintas, há mais chances de surgirem novas ideias. O profissional de um determinado nicho pode não ter em mente uma solução que seu colega pensou. A união de pensamentos multidisciplinares pode gerar boas inovações.

Como implantar o método squad

Primeiramente, é preciso conscientizar a equipe sobre o que é o método de desenvolvimento em squad.

Todos devem ter em mente como o sistema funciona, portanto, é preciso investir em conhecimento.

Em seguida, é preciso identificar as qualidades de cada um dos membros da equipe. Compreender o que cada um faz e como isso se aplica na prática, para viabilizar a estruturação do squad.

Lembre-se sempre: a base do desenvolvimento em squad é a multidisciplinaridade.

Contudo, não basta haver uma equipe multidisciplinar sem um planejamento.

Duas dicas finais para um bom squad

  • Formação da equipe

O ideal é que os squads se formem por, no máximo, 10 pessoas. Assim, podemos garantir a organização e integração do grupo. Entre os membros, é importante que haja multidisciplinaridade.

Por exemplo, em uma construtora, é possível montar um grupo com um profissional de marketing, um gestor de vendas, um arquiteto, um engenheiro, um estagiário e um membro do setor financeiro. Todos esses membros se reúnem em uma única equipe e se estabelece um objetivo comum, para que trabalhem juntos.

  • Product Owner

Apesar de autônomos, é importante que os squads contem com um Product Owner. Basicamente, se trata de uma “gestão de squad”. A pessoa responsável por isso deverá cuidar do direcionamento dos squads. Esta gestão também pode garantir a qualidade e o desempenho dos squads.

Entretanto, é preciso tomar cuidado para não suprimir a autonomia dos squads e criar uma hierarquia, o que não é a intenção.

Em conclusão, agora, entendendo melhor como funciona, você pode decidir se o método faz sentido para o seu negócio! O importante é focar em resultados satisfatórios e no bom desempenho da equipe.