Blog Megaleios

Saiba tudo que acontece no mundo da tecnologia

Novidades do mercado digital, atualizações importantes sobre desenvolvimento de aplicativos, soluções da web e muito mais! Aqui você fica sempre bem informado. Confira os últimos posts publicados no blog da Mega!

Plano de negócios: 10 passos para criar o que a sua startup precisa
Avalie este post

As startups normalmente começam desenvolvendo um plano de negócios. Esse plano é criado por ser benéfico para aliar os ideais da equipe em torno de uma estratégia compartilhada. Ou ainda, com o intuito de levantar fundos através de investidores. Independente da razão que motive a cria-lo, é essencial saber como inicia-lo. Assim, você poderá estabelecer um norte e uma ação estratégica para o seu projeto. Confira a seguir um passo a passo de como criar o seu plano de negócios.

1. Resuma seus motivos

O primeiro passo é resumir os motivos pelos quais você deseja entrar nessa empreitada. Isto é, sua motivação e inspiração para superar as dificuldades que podem surgir. As empresas de qualidade, normalmente comunicam uma mensagem clara sobre o motivo de eles fazerem o que fazem.

Descreva o seu propósito. Uma forma de chegar nele é resumindo o que você pretende construir na sentença mais simples possível. E então, perguntar a si mesmo os motivos até que faltem respostas. A última resposta provavelmente será o seu propósito.

2. Identifique problemas e metas

Identifique os problemas dos consumidores que pretende solucionar, e como eles são resolvidos atualmente.

Faça também um sumário sobre a meta de alto nível do seu aplicativo. Derive a declaração de meta do seu propósito e faça uma lista dos problemas que o aplicativo resolverá.

3. Defina o segmento de mercado

Defina o perfil do consumidor que será o primeiro a utilizar o seu produto, os “early adopters”. E não o de um consumidor que só baixará o seu app quando ele alcançar certa estrutura. Inicie com um brainstorm para chegar a uma lista de possíveis compradores que você visualiza usando seu aplicativo.

Esboce consumidores alvo para cada segmento, começando com o segmento que você considera compreender mais promissor. Para finalizar faça uma lista dos elementos que esses consumidores podem achar mais importantes na hora de adquirir o produto.

4. Desenvolva uma proposta de único valor

Desenvolva uma mensagem clara e atraente que servirá como guia para as suas estratégias de marketing. Essa mensagem tem o nome de Proposta de Único Valor, ou UVP. O seu principal objetivo é transformar um visitante inconsciente em um prospecto potencial.

Uma boa UVP é entra na cabeça do seu consumidor e lá permanece. E ainda, que descreve a proposta de valor segundo a perspectiva e a visão de mundo deles.

5. Descreva as soluções

Você deve descrever o seu aplicativo, definindo o conjunto mínimo de recursos necessários para solucionar os seus três primeiros problemas. Esboce as capacidades e recursos direcionados a esses problemas.

6. Construa canais

Comece construindo um caminho para que você alcance os clientes desde o início. Os canais são as formas pelas quais você alcançará o seu público. Existem diversas opções de canais, e muitas delas são impossíveis de serem aplicadas à sua startup.

Uma dica é começar com o outbound para encontrar os primeiros consumidores. Comece a desenvolver a testar canais inbound a medida que possíveis clientes começam a chegar.

7. Pense nos seus lucros

Uma das maiores importâncias de saber como fazer um plano de negócios é pensar de que maneira ele irá retornar lucros. Por ser uma das partes mais arriscadas, precisa ser planejada com cuidado e o quanto antes.

Encontrar o preço do seu app exige muita pesquisa. Uma boa forma de iniciar é usando como âncoras os preços das soluções alternativas que os seus clientes usam normalmente.

8. Defina a estrutura e os custos

Outra etapa relevante é listar custos fixos e variáveis. Descreva os custos operacionais que serão exigidos no processo de lançar o seu app no mercado.

9. Projete índices de desempenho

Um plano de negócios envolve a projeção de índices de desempenho do seu app. Por isso, é necessário entender os números-chave que definem como anda o seu negócio em tempo real. Os índices-chave mapeiam as ações dos clientes e encontram as prioridades que você deve manter o foco primeiro.

10. Saliente vantagens injustas

Essa etapa pode ser a mais complicada do plano de negócios. Aqui você deve salientar vantagens concretas em relação aos seus concorrentes, e como podem ser usadas ao longo do tempo. Identifique quais elementos do seu app não podem ser copiados ou comprados.

Quando começar a criar o seu plano de negócios?

Criar um plano como esse não é uma tarefa fácil, mas tenha em mente este é o momento ideal para criar confiança. Além disso, é importante para mostrar transparência.

Quando você ainda não tem um app em mãos, não gaste esforços demais no seu plano de negócios. Enquanto você trabalha para criar o aplicativo e levá-lo ao mercado, vários pressupostos mudarão ou serão revisitados.

Mas tendo as etapas que mostramos aqui como base para um plano, você sempre terá um guia para orientar os processos de criação e teste.

Gostou desse post? Continue acompanhando a MEGA no Facebook e Instagram.