Blog Megaleios

Saiba tudo que acontece no mundo da tecnologia

Novidades do mercado digital, atualizações importantes sobre desenvolvimento de aplicativos, soluções da web e muito mais! Aqui você fica sempre bem informado. Confira os últimos posts publicados no blog da Mega!

Quero desenvolver um aplicativo: por onde começar?
Avalie este post

Desde a criação dos celulares até hoje muitas inovações foram criadas. Com o desenvolvimento dos smartphones surgiram também os aplicativos que transformaram nossa relação com esse dispositivo. Os apps são plataformas criadas para executar diversas funções e facilitar a vida dos seus usuários. Atualmente existem aplicativos destinados a mensagens, mapeamento de destinos, requisição de entregas, serviços de transporte, além de lazer e entretenimento. Além de oferecer diversas funcionalidades aos seus usuários, os aplicativos também aqueceram o mercado de tecnologias. Nos dias de hoje o desenvolvimento de aplicativos se tornou uma ótima forma de ganhar dinheiro e alcançar sucesso. Por esses motivos várias pessoas buscam conhecer melhor sobre o mercado mobile para conseguir meios de desenvolver seu app. Mas como fazer se quero desenvolver um aplicativo e não sei por onde começar? Calma, aqui nós vamos te explicar tudo sobre isso!

Quero desenvolver um aplicativo, quais passos seguir?

Ao mesmo tempo em que o mercado de aplicativos abre espaço para novos apps, alguns detalhes devem ser observados. Com maior número de aplicativos sendo criados, a concorrência entre eles também aumenta. Em um ambiente de maior concorrência, é essencial que seja desenvolvido um aplicativo de qualidade. Para você que já pensou “quero desenvolver um aplicativo” acompanhe as dicas e os passos apresentados abaixo.

1- Entenda a demanda

Todo aplicativo criado é pensado para atender uma demanda ou necessidade dos usuários, certo? Exatamente por isso é importante ter em mente qual demanda o aplicativo pretende solucionar.

A ideia criada deve ser sempre embasada de acordo com a demanda do mercado consumidor. A parte boa dessa dica é que em toda parte existem problema que surgem e soluções que podem ser oferecidas. Mas se quero desenvolver um aplicativo, como vou saber identificar e entender essa demanda?

A principal forma de entender sobre a demanda dos usuários é realizar um processo de braistorm. Nesse processo serão levantados problemas observados no dia a dia de cada um dos membros da equipe de desenvolvimento. Quais problemas observei na minha cidade ou no meu bairro? Quais os problemas são relatados pelas pessoas com quem convivo? Com base nessas respostas será mais fácil identificar e entender essa demanda.

Vale lembrar também que, com base nas demandas levantadas, deve-se escolher aquele de maior escala. Isso que quer dizer que é necessário identificar a demanda e saber escolher qual delas gerará maiores retornos. Mais um ponto a ser levado em consideração é a validação dessa demanda. O que isso quer dizer? Isso indica que é preciso confirmar que a demanda é real e pensar em como ela será desenvolvida. Para realizar tal validação é importante analisar 4 pontos:

– Pesquisar se existem outros aplicativos que já atendem essa demanda, ou seja, conhecer os concorrentes;
– Encontrar nesses aplicativos inspiração na hora de desenvolver o design e demais detalhes do app;
– Procurar informações técnicas sobre quais requisitos serão necessários para desenvolver o aplicativo;
– Definir de que modo será possível monetizar e tornar esse aplicativo rentável.

2- Defina as características do aplicativo

Se quero desenvolver um aplicativo, o segundo passo que devo seguir é definir as características que meu app irá ter. Depois de identificar a demanda do aplicativo, e definir em que nicho ele irá atuar as demais características devem ser pensadas. Mais quais seriam essas características?

Nesse passo, o que deve ser pensado são os recursos básicos que o aplicativo terá e como ele será estruturado. Para isso, devem ser feitas algumas escolhas. Veja a lista de detalhes que irão definir as características do seu aplicativo.

O primeiro ponto diz respeito ao sistema operacional. É preciso decidir com qual sistema operacional mobile o app vai funcionar. Atualmente os três principais sistemas são o Android, iOS e Windows Phone.

Depois de decidir o sistema operacional é preciso pensar sobre a estrutura de navegação que o aplicativo utilizará. Além disso, deverão ser escolhidos detalhes como comportamento que o app terá online e off-line. Outros pontos depois de tomar a grande decisão e dizer: ” Quero desenvolver um aplicativo”, são decidir sobre questões de acessibilidade, e de layout do aplicativo. Mas fique calmo, essa fase é apenas a idealização do aplicativo, e cada um desses pontos será melhor explicado adiante.

3- Identifique o MVP

O MVP ou Mínimo Produto Viável diz respeito ao mínimo necessário para que o aplicativo funcione. É de extrema importância identificar o MVP, pois se torna inviável desenvolver um aplicativo pensando em seu modelo completo. O foco deve ser entender as principais funcionalidades e os recursos essenciais para o funcionamento do app.

Para que o aplicativo consiga alcançar seu público não é necessário que seja oferecido um aplicativo 100% completo no início. Um dos motivos para essa estratégia é que os usuários dificilmente conseguirão usar todas suas funções no primeiro contato. Por isso, ao desenvolver um aplicativo a preocupação inicial deve ser oferecer um aplicativo amigável. Assim, o ideal é lançar o app focado no MVP. Com isso é possível testar qual será a adesão do público, e com isso garantir que as reais necessidades do usuário sejam garantidas.

Ou seja, o foco deve ser garantir que os recursos centrais do aplicativo sejam apresentados. Ao utilizar a estratégia de MVP SÃO necessários menos recursos e menos tempo para que o app seja lançado. Isso é importante porque será na evolução do aplicativo que os demais recursos serão incorporados. Assim fica mais fácil garantir que esses recursos sejam adaptados às necessidades observadas pelos usuários.

4 – Defina a estrutura de dados e planeje seu Back-end

Ainda que muitos pensem que o aplicativo é definido apenas pela interface, esse não é o único ponto a ser pensado. É necessário garantir que todas as funcionalidades do app funcionarão perfeitamente. Nesse aspecto a estrutura de dados é de extrema importância. O Back-end é a programação do aplicativo, que embora não seja vista, definirá todo o modo de funcionamento dele. É através do Back-end que serão lidas as entradas e que serão direcionadas as ações do app. Nessa etapa serão definidos os servidores, API’s e soluções de armazenamento. No momento de desenvolver a estrutura de dados é necessário estar atento a alguns pontos. São eles:

– O fluxo dos dados que será oferecido;
– O armazenamento dos arquivos binários do aplicativo;
– Questões estruturais em relação ao armazenamento no próprio aplicativo ou em nuvens;
– As entidades de relacionamento.

5- Desenvolva o design da interface

O design da interface pauta a construção do aplicativo na perspectiva do usuário, e não em relação a sua programação. É basicamente a criação do viewframe, ou seja, um protótipo que definira toda a estrutura do app. Essa interface é uma ilustração do aplicativo em relação as páginas e o relacionamento entre elas.

Telas, layouts, fluxo de navegação e interação entre telas são elementos a serem pensados nessa etapa do desenvolvimento. A UI ou User Interface devem ser apresentadas para testes. Será através desses testes e feedbacks que será possível saber se interface esteará de acordo com a expetativa do usuário. Nessa fase de criação do design do aplicativo o ideal é contratar uma mão de obra qualificada que garanta os melhores resultados. Tanto na criação do aplicativo quanto nas melhorarias de interface, contar com profissionais pode melhorar os resultados obtidos.

6- Integre as ferramentas que serão necessárias

Bom, depois de se preocupar com a interface, o fluxo de dados e demais questões de programação, é hora de incorporar as demais ferramentas. Tais ferramentas podem ser utilizadas para analisar os resultados e garantir o melhor uso possível do aplicativo. Algumas das ferramentas que podem ser incorporadas ao aplicativo são:

– Ferramentas de análise de acesso que analisarão a periodicidade e a quantidade de acessos obtidos pelo app. Aqui será possível conhecer detalhes sobre o número de visitações e outros detalhes de acesso.

– Ferramentas de banco de dados online que permitirão entender todas as estatísticas do aplicativo. Com base nesses dados fica mais fácil entender as melhorias que podem ser feitas;

– Ferramentas para fornecer insigths em tempo real aos responsáveis pelo aplicativo. Com essa funcionalidade é possível observar e analisar o comportamento do usuário em tempo real

– Ferramentas de otimização dos anúncios feitos no aplicativo que ajudarão a definir quais anúncios causam melhor impressão no usuário. Com isso é possível otimizar sua experiência e melhorar o desempenho do app.

7- Desenvolva os códigos e as funcionalidades

Nesse passo estarão envolvidas questões referentes ao software do aplicativo. É aqui que se desenvolve a plataforma do aplicativo. Esse processo será feito por meio de um Integrated Development Environment (IDE), ou seja, um ambiente integrado que permita que o software seja desenvolvido.

Algumas escolhas devem ser feitas nesse passo, mas a principal delas diz respeito à escolha da plataforma. Qual das plataformas será mais atrativa para o público? Qual delas tem maior capacidade de melhorar a experiência desse usuário?

Em relação à plataforma, será necessário também decidir sobre o desenvolvimento de um aplicativo nativo ou um aplicativo híbrido. Mas o que isso quer dizer? No caso dos apps nativos, todo o desenvolvimento do software do aplicativo deve ser feito para uma plataforma. Por outro lado, os híbridos permitem que o software seja compatibilizado com mais de uma plataforma ao mesmo tempo. E qual das opções é a melhor? Bom, as duas versões possuem suas vantagens. A verdade é que essa decisão deve ser feita com base na estratégia de criação desenvolvida para o aplicativo.

8- Realize rodadas de testes

Depois de desenvolver toda a parte técnica e visual do aplicativo, é importante testa-lo várias vezes. Com o conceito do aplicativo finalizado, e todas as funcionalidades inseridas os testes são um passo imprescindível. Essa rodada de testes é essencial, pois permite que seja testado o aplicativo da forma como ele realmente vai funcionar. Como a principal preocupação do aplicativo é a experiência gerada ao usuário, nada melhor do que testar o app completo. Fique atento, será através desses testes que serão percebidos os pontos a serem melhorados e como o aplicativo pode crescer.

9- Lance seu aplicativo

Depois de tudo desenvolvido e devidamente testado, está na hora de lançar o aplicativo. Esse lançamento deve ser feito nas lojas mobiles, e é importante escolher os meios certos de realiza-lo. Cada uma das app store possuem diferentes políticas de publicação de novos aplicativos. Por esse motivo procure se informar, e não se esqueça de investir na divulgação do seu app!

10-  Atualize sempre seu aplicativo

Bom, se quero desenvolver um aplicativo e quero que ele alcance sucesso, não posso abandona-lo depois de seu lançamento, certo? Entender os acessos dos usuários e perceber quais melhorais podem ser feitas no app também é essencial para seu sucesso. A criação de um aplicativo está inserida em um ciclo evolutivo. Sempre que uma nova funcionalidade e uma nova versão é implementada deve ser realizados novos testes. Além disso, deve ser feito um acompanhamento próximo para entender o impacto dessas atualizações.

Um bom canal para absorver as melhorias e atualizações que podem ser feitas é na interação com os usuários.  Estar atento aos comentários e avaliações dos usuários pode ser a principal fonte de novas ideias para futuras atualizações. Os aprimoramentos e as alterações do aplicativo serão algo constante, por isso esteja atento aos feedbacks e continue sempre construindo.

Definitivamente o desenvolvimento de um aplicativo envolve diversas etapas. Embora algumas delas possam exigir um grande esforço dos desenvolvedores, é importante respeitar cada passo desse processo de desenvolvimento. É através desses passos que será possível a criação de um aplicativo organizado e eficaz, e é por meios dessa eficácia que o aplicativo ganhará destaque e conseguirá ter sucesso.

Acompanhei os passos e quero desenvolver um aplicativo, e agora?

Bom, se você decidiu “quero desenvolver um aplicativo” e acompanhou as dicas que foram dadas até aqui, você está mais perto de conseguir lançar seu app e alcançar sucesso! Mas para isso, será essencial contar com uma empresa especialista no assunto!

A Megaleios é uma empresa de tecnologia especializada no desenvolvimento de aplicativos. Muito além de desenvolver um aplicativo, nós oferecemos aos nossos cliente acompanhamento em todos os processos, inclusive na divulgação. Entre em contato com a gente, diga “quero desenvolver um aplicativo” e conheça nosso portfólio!

Você diz: “Quero desenvolver um aplicativo!” e nós respondemos: Queremos ser parceiros no caminho até o sucesso do seu aplicativo!