Blog Megaleios

Saiba tudo que acontece no mundo da tecnologia

Novidades do mercado digital, atualizações importantes sobre desenvolvimento de aplicativos, soluções da web e muito mais! Aqui você fica sempre bem informado. Confira os últimos posts publicados no blog da Mega!

Avalie este post

Temos falado frequentemente aqui no Blog da MEGA sobre o quanto o mercado de aplicativos tem crescido. Se você acompanha os nossos artigos, já deve saber que investir em apps mobile é uma ótima opção para crescer. Mas não basta desenvolver uma aplicação, é preciso pensar em como engajar o seu público e com certeza o design de aplicativos será determinante.

Todos querem criar um aplicativo que cresça, consiga uma boa retenção dos usuários e, até mesmo, vire uma febre. O design de aplicativos bem feito é essencial nesse processo. É preciso desenvolver um visual clean, eficaz e, claro, muito atraente.

Nesse artigo, você vai entender um pouco mais da importância do design de aplicativos no engajamento do usuário. Também vamos te dar 6 dicas para um design de aplicativos eficiente. Para finalizar, falaremos um pouco sobre UI (User Interface) e como ela também influenciará na adesão pelos usuários.

Mas, vamos começar pelos princípios? Dentro do design de aplicativos, algumas dicas simples podem ser o que você precisa para engajar. Começamos por 6 delas.

6 dicas para um design de aplicativos impecável

Personalize a Interface

Essa dica é importante porque envolve a individualidade do usuário. Trabalhar com interfaces personalizadas pode ser um pouco mais trabalhoso, mas tem apresentado grandes resultados. Gigantes como a Amazon já vêm aplicando a personalização da interface de acordo com os hábitos do seu usuário.

Veja bem, aqui, não estamos falando de customização, onde o próprio usuário pode controlar a aparência do seu app. Na customização, o usuário pode escolher cor de fundo e alterar ordem dos menus, por exemplo. Isso também pode ser interessante, mas estamos falando de um design de aplicativos realmente personalizado. Que gere engajamento de fato.

Personalizar a interface envolve, por exemplo no caso de um e-commerce, apresentar na tela inicial ofertas pelas quais o seu usuário realmente vai se interessar. Outro case ótimo é o do Netflix, que apresenta na tela inicial os filmes e séries que têm a ver com os interesses do assinante. Tudo isso é um design de aplicativos efetivo, com interface personalizada.

A principal finalidade da personalização do design de aplicativos é que, ao entregar conteúdo relevante, seu app possa também criar um vínculo com o usuário.

Personalizar uma interface dessa forma aumenta não só o engajamento, como a fidelidade dos usuários. Traz valor para seu app, sua marca e, consequentemente, resultados em números.

Seja muito consistente com a identidade visual da sua marca

Para começar esse tópico, entenda: seu app é uma marca. É muito importante cuidar do branding e da identidade visual do seu app para que seu usuário sempre te identifique onde quer que seja. Por isso, seu design de aplicativos tem que ser muito consistente.

Alinhe o design mobile com o design de todos os seus materiais, sejam eles online ou off line. Isso inclui desde o cartão de visita, o cabeçalho do papel timbrado da sua empresa, até o visual dos posts no seu facebook. E, claro o design de aplicativos em si.

Seja você um empresário consolidado, criativo criando sua startup, uma agência mobile ou um profissional autônomo com uma grande ideia. Tenha sua própria marca e sua própria identidade visual

Estabeleça aspectos da sua marca que precisam ser destacados e foque em manter uma identidade coerente, do marketing ao design de aplicativos.

Cuide das cores. Isso é bem sério!

Certamente você já ouviu falar muito na tal psicologia das cores, não é mesmo? Ela é bem famosa e não é à toa. É cientificamente comprovado que as cores são capazes de mudar a percepção de um indivíduo acerca de algo. Também são capazes de provocar reações e até sentimentos.

Nesse sentido, as cores são um item essencial de se observar no design de aplicativos. Isso porque elas podem, de certa forma, “guiar” os sentimentos do usuário durante o uso do seu app.

De acordo com as cores, podem ser definidas ações a se realizar no app. Também é possível utilizá-las para dividir seções, temas e informações, por exemplo.

Ao definir que cores trabalhar no design de aplicativos, você pode definir características de acordo com suas intenções. Por exemplo, pode definir as cores de forma a manter o usuário confortável e relaxado… Pode trazer um senso de urgência para realizar uma ação… Pode também ajudar em decisões simples como clicar em “sim” (verde) ou “não” (vermelho), por exemplo.

Mais à frente nesse artigo, vamos falar um pouco mais sobre o papel do UI (interface do usuário) no design de aplicativos. Mas é importante adiantar aqui, que esse é um dos aspectos mais importantes do aplicativo. E a cor vem logo em seguida.

A cor desempenha um papel muito importante na relação com as interações do usuário com a interface. É ela quem facilita que os elementos gráficos sejam interpretados pelo usuário da forma que você espera. Ela também auxilia o usuário a compreender as ações necessárias.

Outro recurso de cor muito utilizado no design de aplicativos é o contraste. É aí que muitos designers podem entrar em um conflito: estética ou eficiência? Esse conflito existe por que, para a maioria dos designers de aplicativos, técnicas de baixo contraste parecem mais harmoniosas e “bonitas”. Ao mesmo tempo, o alto contraste privilegia a legibilidade, respostas a ações, dentre outros aspectos.

Não existe uma resposta correta nesse caso. Isso por que, dependendo dos seus objetivos, uma estética perfeita também pode ser sinônimo de eficiência no seu design de aplicativos. Isso vai depender do seu público alvo, nicho do seu app e até mesmo de funcionalidades.

Par finalizar esse tópico, fica a boa dica de buscar guias de cores para ter um esquema ou uma paleta que fique harmoniosa mesmo em maiores contrastes e que também seja versátil para todas as telas do seu app.

Utilize o princípio do KISS

Dentro do design de aplicativos, e de todo o meio de desenvolvimento de apps de uma forma geral, existe uma sigla muito conhecida: KISS. Hoje, essa sigla tem várias interpretações, mas, a rigor, podemos lê-la como Keep It Short & Simple (Mantenha curto e simples, em tradução livre).

No nosso caso, essa sigla tão utilizada, basicamente quer dizer que, ao realizar o design de aplicativos, você deve fazê-lo da forma mais simples e direta possível. Vamos falar sobre minimalismo no design de aplicativos logo mais abaixo, mas é importante antes falar sobre o KISS de forma geral.

No mundo mobile, o KISS está cada vez mais presente em todos os sentidos. Desde um número reduzido de telas em um app, até a quantidade de informações, botões, textos e estilos gráficos.

Mais do que uma tendência, que vem se difundindo especialmente em apps para iOS, o KISS tem se firmado como um princípio de design de aplicativos.

No caso de dispositivos Apple (não apenas nos iPhones) e até mesmo no seu marketing, é possível identificar o “keep it short and simple” em diversos aspectos. Aliás, em toda a empresa de uma forma geral. Desde a própria logo até o design dos dispositivos, embalagens e até de suas lojas físicas.

Adote o Minimalismo

Por falar em manter as coisas simples… O Minimalismo está se tornando cada vez mais presente no design de aplicativos. E não entenda mal… Um design minimalista ou simples não tem nada a ver com algo primário e simplista.

A ideia é remover todo e qualquer elemento desnecessário da tela. Assim, o design de aplicativos pode privilegiar informações, botões e elementos que realmente são importantes.

O conceito de minimalismo no caso do design de aplicativos envolve dois pontos: função e forma. Consiste em eliminar componentes que não sejam absolutamente essenciais para que o usuário complete uma tarefa.

Novamente vamos reforçar. Estamos falando de remoção do que é supérfluo. É claro que, ao realizar o design de aplicativos, não se deve deixar um botão importante de fora. O mesmo vale para informações, telas, etc. Aqui a função é perder em quantidade para ganhar em qualidade.

Adotar um design de aplicativos minimalista envolve simplificar as interfaces para o usuário e descartar aquilo que não traz benefícios no uso.

Uma paleta de cores simplificada, um background mais confortável visualmente, uma revisão na necessidade real dos elementos presentes no design inicial, são boas formas de começar a aplicar o minimalismo.

Preste muita atenção nos detalhes

Pergunte a qualquer designer minimamente qualificado e ele te dirá: o segredo está nos detalhes. No design de aplicativos não é diferente.

Muitas vezes, um texto desalinhado, uma fonte diferente, uma cor fora do tom, são suficientes para gerar um desconforto enorme. Pode parecer exagero, mas experimente um aplicativo cujo design não é bem revisado e você perceberá. Até a espessura de uma linha pode ser um problema.

Você pode acreditar que, por não ser entendido da área, seu público não vai “se ligar” na qualidade do design. Mas saiba: mesmo que o usuário não entenda muito bem ‘o que está acontecendo’, vai ter aquela sensação incômoda de que algo está errado.

Essa atenção aos detalhes é crucial no design de aplicativos. Esses detalhes, quando mal observados afetam diretamente o engajamento e o envolvimento dos usuários. Até mesmo o envolvimento emocional do usuário com seu app poderá estar em jogo. Tudo isso por conta de um botão que não estava alinhado com o ponto de referência na tela. Já pensou?

Ainda no campo dos detalhes do design de aplicativos, outro ponto interessante é a escolha de possíveis animações nos ícones e botões. Criatividade e intuição podem ser um bom diferencial nesse sentido.

Lembre-se: cada elemento do seu design precisa incentivar o usuário a retonar ao aplicativo e usá-lo novamente. E, veja bem, isso envolve desde a fonte utilizada até a forma que o dedo precisa deslizar na tela para realizar uma ação.

 

Uma dica: leia um pouco mais sobre experiência do usuário aqui no Blog da MEGA. Muitos princípios do design de aplicativos estão intimamente ligados à UX e influenciam diretamente no engajamento ou até mesmo na rejeição do app.

 

UI no Design de Aplicativos

Agora que você já entendeu o básico sobre design de aplicativos, precisamos considerar alguns pontos muito importantes que é necessário se considerar no seu projeto.

No design de aplicativos, um pensamento voltado para a interface do usuário é indispensável se você quer garantir engajamento e qualidade.  É importante entender alguns padrões para elaborar interfaces realmente inteligentes e que garantam uma entrega de resultados. Por isso, temos algumas dicas.

Proporcione uma interação do usuário com o sistema

Permira que o usuário interaja com as telas do seu app com facilidade e de forma intuitiva. Sua interface deve ser clara e objetiva para que o usuário simplesmente baixe o app e “saia usando”, sem ter dúvidas.

Aposte em um design de aplicativos responsivo

Esse assunto já é recorrente em um mundo cada vez mais mobile e multitelas. Não deixa que a adaptação à tela seja um problema. Uma interface responsiva, que se adapte às dimensões da tela do usuário seja ela qual for, é o básico e o mínimo a se entregar atualmente

Ao desenvolver o design de aplicativos, considere a rapidez

Nada é mais frustrante para um usuário do que uma tela eternamente em “loading”. O seu design deve ser leve e levar em conta a velocidade de carregamento da interface. Caso você não tenha solução e precise de uma barra de carregamento, pense em fazê-la confortável, divertida e que traga satisfação ao usuário,

Aposte em uma interface atrativa

Em se tratando de design de aplicativos, beleza se põe à mesa sim. Além de apostar em uma interface clara e objetiva como apontamos acima, é importante que ela seja também atrativa ao usuário. Beleza, quando combinada com eficiência, é o segredo do sucesso.

Agora você já sabe tudo sobre design de aplicativos

É simples, né? Ao desenvolver design de aplicativos é importante pensar como usuário. Manter um app fácil de operar, simples, bonito e eficiente é o segredo para o sucesso.

Levando em conta esses pontos que levantamos aqui, certamente seu app vai engajar o público e reter muito mais usuários.

Sabemos que o mercado é competitivo e é por isso que sempre falamos sobre a importância de ter um diferencial. Além de uma grande ideia, o seu diferencial pode estar exatamente no design de aplicativos.