Blog Megaleios

Saiba tudo que acontece no mundo da tecnologia

Novidades do mercado digital, atualizações importantes sobre desenvolvimento de aplicativos, soluções da web e muito mais! Aqui você fica sempre bem informado. Confira os últimos posts publicados no blog da Mega!

Black Friday 2018: O que esperar para o mercado mobile
Avalie este post

Nós sempre falamos por aqui, no Blog da MEGA, sobre os impressionantes números do Mobile. E nunca é demais citar. Se você pensar que, de acordo com o IBGE, o Brasil tem atualmente cerca de 207,6 milhões de habitantes… Não é demais que tenhamos cerca de 220 milhões de celulares ativos? São mais celulares do que pessoas! Isso com certeza cria para o mercado mobile um cenário muito interessante para a Black Friday 2018.

No Brasil, a Black Friday tem uma força incrível nos e-commerces e m-commerces, bem como no meio digital em geral. Diferentemente da data nos EUA, que é muito forte nas lojas físicas.

Lá nos EUA, onde a Black Friday tornou-se popular, as promoções acontecem no varejo físico na sexta-feira após o Dia de Ação de Graças. Na segunda-feira seguinte, ocorre a Cyber Monday, essa sim voltada ao varejo online.

Período forte para compras

Aqui no Brasil, a Black Friday inaugura um período quentíssimo de vendas no varejo. Para começar, muitas lojas e redes aproveitam o mês de novembro todo par adaptar suas promoções a “Black November” e “Black Week”. Assim, tentando tirar uma casquinha extra do período.

A data da Black Friday une-se a outras oportunidades de compra fortes:

  • A primeira parcela do 13º salário;
  • Cyber Monday;
  • A segunda parcela do 13º salário, ou seu pagamento integral;
  • Compras de Natal;
  • Ano Novo;
  • Férias;
  • Saldões de Janeiro.

Por isso, quem trabalha com varejo tem aí uma grande oportunidade de iniciar um período lucrativo. Para muitos, a época mais lucrativa do ano.

É importante para os lojistas entender que essas datas podem ser parte de uma grande ação, e não eventos isolados com data para início e fim.

O que esperar para a Black Friday 2018

Pesquisas da E-Bit estimam que 84% dos consumidores brasileiros serão impactados pela Black Friday 2018. No mercado virtual, serão 60 milhões de brasileiros realizando suas compras. Isso deve gerar um faturamento de R$2,4 bilhões na Black Friday 2018, 15% a mais do que em 2017.

A Black Friday 2018 também deve ter um aumento de 6,4% no número de pedidos. Saindo assim, de 3,76 milhões em 2017 para 4 milhões em 2018.

Outra previsão da E-Bit é que na Black Friday 2018 o tíquete médio (valor gasto por compra) deve subir 8% passando dos R$607.

Para fechar, as estimativas apostam que 88,6% dos consumidores virtuais pretendem aproveitar a Black Friday 2018 para realizar suas compras. Isso é 8% a mais do que no ano passado.

Destaques nas intenções de compra para a Black Friday 2018

A ferramenta de e-commerce Social Miner realizou uma pesquisa de intenção de compras para a Black Friday 2018 junto com a MindMiners. Segundo as entrevistas realizadas esses são os setores que devem se destacar:

  • Eletrônicos: 54,5% das intenções de compra dos entrevistados;
  • Informática: 41,9% das intenções de compra dos entrevistados
  • Eletrodomésticos: 40,9% das intenções de compra dos entrevistados
  • Moda: 40,9% das intenções de compra dos entrevistados.

Já segundo a E-Bit, os números são um pouco diferentes, mas mostram praticamente os mesmos segmentos na liderança das intenções de compra para a Black Friday 2018:

  • Eletrônicos (39%)
  • Eletrodomésticos (33%)
  • Artigos de telefonia e celular (25%)
  • Informática (24%)
  • Moda (19%)
  • Cosméticos (18%).

A pesquisa da Social Miner também destacou a atenção dos consumidores às ofertas e preços. Segundo a pesquisa, 50,2% dos entrevistados já estavam acompanhando há muito tempo os preços. Cerca de 14,6% deles começaram a acompanhar 1 mês antes. 10,53% dos entrevistados começam a pesquisar uma semana antes. 3,3% deles pesquisam os preços 1 dia antes da Black Friday. E 7,3% pesquisam apenas no dia.

Esses dados mostram 2 fatores para os lojistas levarem em consideração: primeiro, evidenciam que o consumidor já está atento para fugir da chamada “Black Fraude”, onde lojas sobem os preços pouco antes da data promocional para baixar durante a campanha.

Além disso, mostra que o lojista tem a oportunidade de utilizar os meses anteriores à Black Friday 2018 para coletar dados, informações e entender o interesse do seu público.

Oportunidades trazidas pela Black Friday 2018

Não é segredo para ninguém que, a cada ano, a Black Friday faz mais sucesso no comércio eletrônico brasileiro. Esse ano, não seria diferente.

Mesmo com um cenário econômico mais congelado, as expectativas são altas para a Black Friday 2018. Isso porque esse próprio cenário pode fazer com que o consumidor busque melhores preços e oportunidades de compra. Essa é a grande oportunidade de venda para esse ano.

Atualmente no Brasil, metade de todas as pessoas que estão conectadas à Internet são consumidoras online. Para esses consumidores, a Black Friday 2018 é uma grande e única oportunidade. O consumidor sente que ela pode ser bem aproveitada. Além disso, pode até segurar suas compras para essa data ou mesmo “se presentear” quando encontra uma boa pechincha. Você vai ver mais sobre isso ali em baixo.

Por isso, se você é lojista de varejo online, aproveite essa oportunidade para se destacar, aumentar suas vendas e conquistar novos clientes. Assim, após a Black Friday 2018, você terá conquistado novos leads, que podem ser fidelizados e trazer retorno o ano todo.

Com um trabalho bem realizado, esse período da Black Friday 2018 pode ser a grande oportunidade de conquistar consumidores que comprarão o ano todo.

Entenda o que vai fazer o consumidor comprar nessa Black Friday 2018

A escolha dos consumidores para a Black Friday 2018 será baseada em 3 fatores principais:

  • Confiança na loja;
  • Prazo de entrega oferecido;
  • Preço do produto.

Apesar de citar a confiança e o preço como dois dos principais fatores, 35% dos consumidores não acreditam que os descontos da Black Friday sejam reais. Isso pode acabar sendo um empecilho para as conversões.

Dentre os consumidores que já sabem que vão comprar nas campanhas da Black Friday 2018, 42% deles pretendem comprar no dia 23. Dos demais, 26% pretendem comprar antes da sexta-feira e 33% pretendem comprar depois.

Pensar no consumidor mobile para a Black Friday 2018 é essencial

No mercado mobile, especificamente, vale lembrar o que comentamos no comecinho desse artigo. Temos no Brasil mais de um smartphone ativo por habitante. Esse hábito de consumir nos dispositivos móveis tem provocado mudanças. Essas mudanças são um verdadeiro desafio, mas muito necessárias.

É preciso pensar em desenvolver ferramentas que facilitam as vendas. Além disso, layouts mais intuitivos e que privilegiem a experiência do usuário mobile tornaram-se obrigação.

Segundo dados apresentados pela Diretora de Negócios do Facebook Brasil, Gabriela Comazetto, ao site E-Commerce Brasil, cerca de 80% dos brasileiros pretendem comprar na Black Friday 2018. Mas esse número não é o mais impressionante que ela apresenta.

Gabriela Comazetto ressaltou que é essencial apostar em Marketing Mobile. Isso porque 89% dos brasileiros com internet assistem a vídeos pelo celular. Além disso, 85% desses usuários disseram que enviaram alguma mensagem de texto para empresas na última edição da Black Friday.

Para finalizar, a diretora de negócios do Facebook ressaltou que o brasileiro faz em média 90m de scroll por dia. Segundo ela, mais da metade dos usuários querem estar bem informados para tomar uma decisão de compra. Ela ressaltou ainda que 63% dos usuários estão propensos a se comunicar com as marcas por mensagem de texto. E onde esse contato mais acontece? No mobile, é claro!

Black Friday 2018: a data comercial do “eu mereço”.

Para mostrar a potência dessa Black Friday 2018, analisamos uma apresentação da Rank My App sobre a data, que mostra dados muito interessantes. Um desses dados é o quanto o consumidor está propenso a presentear a si mesmo nessa edição.

Segundo essa apresentação, mais da metade dos consumidores (59%), pretende comprar itens para si mesmos na Black Friday 2018. Dos demais, 23% pretende comprar presentes para a família.

Como foi a última edição e como ela impacta na Black Friday 2018?

Para finalizar esse artigo, é interessante mostrarmos dados comparativos para mostrar como foi a edição de 2017 e o que podemos esperar para esse ano.

Nos últimos 2 anos, o crescimento do interesse de consumidores do mundo todo pela data, cresceu 27%.

Os dispositivos móveis foram responsáveis 26,5% de todo o volume financeiro de vendas da Black Friday no Brasil em 2017. Isso representa um crescimento de 41,5% em relação a 2016. E mostra que, na Black Friday 2018, esse número também tende a crescer.

Com relação aos feedbacks negativos: o tempo de navegação caiu 8,3% em 2017 e a taxa de rejeição cresceu 11,2%. Isso com relação aos números de 2016. Esses dados mostram o quanto é importante manter o consumidor interessado e confortável no seu site ou aplicativo de vendas.

Se o seu público é jovem, saiba que a Geração Z precisou de apenas 8 segundos para decidir se continuaria no site ou não em 2017.

O número de pedidos em 2017 foi de 3,76 milhões e, na Black Friday 2018, segundo a E-Bit, deve crescer 15%.

Nos últimos 3 anos, até setembro de 2018, o número de consumidores brasileiros que experimentaram realizar compras de bem físicos por meio de aplicativos ou sites mobile praticamente dobrou em proporção, passando de 41% para 80%. Dentre esses consumidores, a maioria é de mulheres.

Dicas para vender muito via mobile nessa Black Friday 2018

Segundo pesquisas, os brasileiros pertencentes às classes sociais mais populares (C, D E) são os mais interessados em comprar pelo smartphone. Esse número pode ser chocante para muitos, mas 73% desses consumidores pretendem comprar via mobile. Enquanto isso, 57% dos consumidores A e B devem comprar pelos dispositivos móveis na Black Friday 2018.

Para esses consumidores, 3 funcionalidades são essenciais em um app de mobile commerce:

  • Navegação gratuita;
  • Possibilidade de retirar o produto na loja física;
  • Recomendações de produtos personalizadas.

Caso você não tenha se preparado para a Black Friday 2018….

Não deixe de aproveitar o próximo ano para apostar no comércio mobile e vender muito! Esses tópicos são essenciais para fazer sucesso:

  • Planejar seu app
  • Fazer um bom benchmarking de outros apps de vendas
  • Fazer promoções reais
  • Apostar em estratégias de ASO e Moblie Marketing

Nisso, você pode contar com a MEGA para te dar aquela força!