Blog Megaleios

Saiba tudo que acontece no mundo da tecnologia

Novidades do mercado digital, atualizações importantes sobre desenvolvimento de aplicativos, soluções da web e muito mais! Aqui você fica sempre bem informado. Confira os últimos posts publicados no blog da Mega!

Avalie este post

Você já parou para pensar nas formas de levantar capital para colocar sua ideia de aplicativo em prática? Sabemos que existem vários requisitos essenciais para a criação de um app. Dentre eles está o investimento financeiro. Atualmente, o tipo de investimento mais utilizado é o investidor anjo. Confira mais detalhes a seguir.

Falta de recursos financeiros

Não é só você que sofre com a falta de fundos para colocar a sua ideia de app em prática.

Esse fator pode ser uma das maiores razões pelas quais ideias ótimas nunca saem do papel.

O que ocorre é que muitos empreendedores acreditam que os investidores irão investir automaticamente na ideia de aplicativo. Porém, a concorrência do mercado aumenta a cada dia, o que cria a necessidade de provar a relevância da sua ideia.

Não existe uma receita pronta para saber como conseguir um investidor para a sua ideia de app.

Mas você pode compreender quais são os melhores caminhos para seguir nessa busca pelo investidor.

Vale lembrar que cada situação é diferente da outra. Ou seja, nem sempre os caminhos serão os mesmos.

Separamos abaixo algumas dicas que podem te ajudar nesse processo.

1. Esqueça o “como”

Todos ficamos buscando uma fórmula mágica para resolver os problemas. Por isso, buscamos sempre o “como fazer”.

Porém, é preciso que você esqueça isso por um tempo.

A palavra “como” pode ser um bloqueador da sua imaginação!

Você, provavelmente, ficará na expectativa de uma resposta imediata. Isso pode engessar o seu pensamento. Então, vamos esquecer o “como fazer”.

2. Foque no “por quê?”

Primeiramente, descubra o propósito do seu projeto.

Quando você identifica o “por quê?”, e sabe que ele é forte o suficiente, os obstáculos são ultrapassados com facilidade.

3. Pense também no “o que”

Você precisa avaliar também o “o que” pretende fazer.

Quando você planeja o que vai fazer para alcançar o seu propósito, muitas oportunidades se abrem.

4. Conecte todos os itens

Neste momento você já terá definido o “por quê?” e “o que”.

Para isso, não precisará pensar insistentemente em “como” buscar os investidores. Necessitará somente definir estrategicamente bem os passos anteriores.

Não significa que o “como” não tenha importância.

Você perceberá que ao solucionar questões mais importantes do negócio, receberá espontaneamente diversos feedbacks. Isto é, muitas oportunidades surgirão.

O importante é filtrar e escolher as melhores ideias para o “como” fazer.

Talvez você esteja pensando que já fez tudo isso, já testou alternativas espontâneas, e ainda assim, não conseguiu o investimento necessário.

Se esse for o seu caso, pense em adotar o Bootstrapping, que significa usar somente recursos próprios, sem investidores externos.

Já se você precisa realmente do investimento, seja persistente! Mostre para o investidor que vale a pena investir em você e no seu negócio.

Outros caminhos que você pode seguir

Além dos pontos citados, basicamente, você precisa analisar três pontos importantes:

  1. Quanto realmente precisa para financiar seu app?
  2. O que você precisa fazer para atrair os investidores?
  3. Quais são as maneiras para obter financiamento?

Veremos eles de maneira mais detalhada, para que você consiga compreender todo o processo.

1. Quanto realmente precisa para financiar o seu app?

Mais uma vez, não se apresse para descobrir como conseguir o investimento.

Primeiramente, identifique quanto você realmente precisa para desenvolver o aplicativo.

O objetivo deve ser determinar uma estimativa do capital necessário para o app. Depois, você terá que tentar garantir esse valor com os investidores.

Nesse momento, existem três perguntas básicas que você precisa fazer:

– Quanto dinheiro preciso para desenvolver meu app?

– Quanto dinheiro preciso para conseguir tração?

– Quanto vou precisar para serviços pós-lançamento?

Ao responder essas questões, você terá uma estimativa do quanto de financiamento precisará para o projeto.

A maior parte do capital irá para a primeira pergunta. O restante será destinado para as outras duas.

Essa estimativa ajudará você a manter um controle do capital e a ter um planejamento adequado no futuro.

Mas lembre-se: não basta ter uma ideia! Para conseguir investidores você precisa estar preparado com relação a alguns pontos.

Solidifique a ideia do seu aplicativo

Suas ideias, à princípio, podem parecer ótimas. Mas você precisa oferecer aos investidores uma ideia forte o suficiente para eles investirem.

Pense em qual problema a sua ideia resolve. Esse problema precisa ser real!

Além disso, vale a pena construir seu MVP, Produto Mínimo Viável, que garantirá que a sua ideia realmente funcione. O MVP é um produto desenvolvido com recursos suficientes para atrair investidores.

O MVP refere-se ao mínimo para que o app funcione. Entregar um aplicativo 100% completo pode ser um erro, porque o usuário dificilmente usará tudo o que o app oferece. Além disso, ao utilizar essa estratégia são necessários menos recursos e menos tempo para que o app seja lançado.

Você também precisa dar valor ao seu app. Assim, poderá verificar se as pessoas estão dispostas a pagá-lo ou não. Os clientes reais pagarão, e desta forma, você obterá a verdadeira tração para qual investirão no seu app.

Conheça seu público-alvo e a concorrência

Conhecer o público-alvo e os seus concorrentes garantirá muitos benefícios para o seu negócio.

Você precisa ter pelo menos uma ideia geral de quem pretende atingir e com quem concorrerá no mercado.

Afinal, como os investidores irão confiar no seu projeto se você não segmentou o público que pretende atingir?

Prepare uma lista de possíveis investidores

Existe uma infinidade de investidores para aplicativos. Porém, nem todos serão perfeitos para o seu projeto.

Por isso, é relevante obter uma lista de possíveis investidores.

Obtenha referências

Utilize-se do seu networking!

Se você conhece alguém que conhece um investidor, peça ajuda.

As referências são ótimas para conquistar um investidor.

Você pode até utilizar ferramentas como o LinkedIn para criar conexões e pedir referências.

Vá ajustando até encontrar o investidor certo

Ao buscar investidores para o seu aplicativo, você poderá não ouvir um sim em todas as tentativas. E isso não é um problema.

Alguns deles podem rejeitar a sua ideia por diversas razões. Nesses casos, vale a pena anotar as razões. Assim, você conseguirá ajustar o seu projeto, preenchendo eventuais lacunas.

Se agir dessa maneira, estará mais preparado para as próximas vezes.

Quer ficar por dentro do mundo dos aplicativos? Se a resposta for sim, assine agora mesmo a nossa newsletter!

Até aqui, você viu diversas dicas para iniciar o caminho em busca de um investidor para a sua ideia de app.

Mas, além disso, é preciso conhecer as diferentes formas de conseguir levantar capital para desenvolver o seu aplicativo.

Uma tendência forte para esse ano, é a escolha de um investidor anjo. Confira a seguir como esse tipo de investimento acontece.

Investidor anjo

O investidor anjo é ótimo para o financiamento de inicialização do seu app! Afinal, ele é especializado em apoiar projetos em fase inicial.

Além disso, os investidores anjo são uma excelente opção para o desenvolvimento de aplicativos. Já que, normalmente, são muito experientes e extremamente ricos.

Geralmente, esses investidores são empresários ou ex-empresários que estão dispostos a investir entre 5% e 10% do seu patrimônio em negócios menores.

Origem do termo investidor anjo

O termo foi criado por volta de 1920 para designar os patrocinadores de produções da Broadway.

Mais tarde, esse termo passou a ser usado para se referir aos indivíduos que investem em um negócio na sua fase inicial.

Apesar da utilização do termo investidor anjo ser recente no Brasil, no exterior ele é usado há tempos.

Alguns exemplos muito conhecidos de organizações de tiveram a participação de um investidor anjo são: Google, FedEx, Facebook e Apple.

Nos últimos anos, pode-se observar um número crescente desse tipo de investidor no Brasil. Isso levou ao surgimento de plataformas que buscam intermediar investidores anjo e startups. Dentre elas estão a Broota e Anjos do Brasil.

Por que optar por um investidor anjo?

Uma das vantagens do investidor anjo é que esse tipo não exige muito controle na troca de dinheiro. Isso pode lhe garantir mais liberdade.

Além disso, o investidor anjo pode contribuir não apenas de forma financeira. Devido seu networking e expertise, ele pode assessorar o empreendedor.

Outro ponto positivo é que como o investidor anjo utiliza o próprio dinheiro, o capital é liberado mais rapidamente. Os contratos empresariais também são mais flexíveis se comparados com grandes instituições financeiras.

Outras formas de investimento

Autofinanciamento ou bootstrapping

Você também pode optar por se tornar o investidor sozinho.

O termo bootstrapping refere-se a desenvolver a sua ideia utilizando somente recursos próprios, apertando os cintos do time, sem investimento externo.

Caso você escolha financiar o negócio sozinho, terá controle total sobre o negócio.

E se o aplicativo for um sucesso, talvez você nem necessite de um financiamento no futuro.

Venture capital

Essa modalidade de financiamento ocorre em troca de participação societária. Ou seja, tanto os investidores quanto os empreendedores terão responsabilidades.

O investimento, normalmente, é feito com o intuito de fazer a empresa crescer rapidamente e multiplicar seus rendimentos em pouco tempo.

Empréstimos bancários

Os empréstimos pessoais ou comerciais em bancos também são uma opção.

Os bancos mantêm seus ativos como garantia do empréstimo.

Existem diversas instituições financeiras que você pode procurar para conseguir um financiamento para o seu app.

Financiamento coletivo ou crowdfunding

Esse tipo de financiamento levanta capital de um grupo de investidores. Nesse caso, eles oferecem uma pequena quantia de dinheiro.

Seguindo a dinâmica de “vaquinha”, é uma maneira rápida e simples de captar dinheiro para o desenvolvimento da sua ideia de app.

Porém, diferente da “vaquinha”, um projeto de crowdfunding objetiva criar uma obra de arte ou um novo negócio. Assim, o retorno não se limita a um grupo específico, mas a toda a sociedade.

O crowdfunding normalmente é feito em plataformas online ou nas mídias sociais.

Em troca da pequena contribuição, os investidores podem receber recompensas ou parte do negócio.

ICO

O Initial Coin Offering (ICO) pode ser considerado uma versão de crowdfunding utilizando criptomoedas.

Isso acaba tornando o levantamento de dinheiro um pouco mais arriscado, já que esses fundos têm um futuro incerto.

O conceito de ICO é semelhante ao de uma Initial Public Offering na Bolsa de Valores. Nos dois casos a empresa busca angariar capital. A diferença é que no ICO o investidor recebe as moedas criptográficas.

Enfim, como conseguir dinheiro para a sua ideia?

Como comentamos inicialmente, não há uma resposta objetiva, muito menos uma receita mágica.

Mas, com certeza, você precisa mudar suas atitudes para conseguir um investidor.

Lembre-se de descobrir o propósito do seu projeto e buscar resultados reais para construir um negócio atrativo.

Não fique preso a ideia de conseguir um investidor. Foque em desenvolver o seu negócio. Se a sua ideia for boa o suficiente, torne-a atrativo a ponto de chamar atenção de qualquer investidor.

Quer desenvolver a sua ideia agora mesmo?

Se você já possui o investimento necessário, ou quer conversar sobre a sua ideia, entre em contato com a MEGA!

Nós te ajudaremos a buscar os melhores caminhos para lançar o seu app de sucesso.

A Megaleios é uma empresa de tecnologia especializada no desenvolvimento de aplicativos.

Muito além de desenvolver um aplicativo, nós oferecemos aos nossos clientes acompanhamento em todos os processos, inclusive na divulgação.

Entre em contato com a gente e conheça nosso portfólio!