Blog Megaleios

Saiba tudo que acontece no mundo da tecnologia

Novidades do mercado digital, atualizações importantes sobre desenvolvimento de aplicativos, soluções da web e muito mais! Aqui você fica sempre bem informado. Confira os últimos posts publicados no blog da Mega!

Avalie este post

Você já percebeu que muitos negócios morrem antes mesmo de começarem a funcionar? Isso acontece porque quando uma grande ideia surge, achamos que é genial e esquecemos de verificar se é viável. Por isso, a validação de ideias é uma etapa extremamente relevante!

Vamos pensar em um exemplo para entender melhor a importância da validação de ideias.

Imagine que você teve o primeiro encontro com uma pessoa que conheceu. O encontro foi ótimo, vocês conversaram muito tiveram momentos agradáveis. No dia seguinte, você resolve pedir essa pessoa em casamento. Parece estranho, não é mesmo?

Você deve pensar no seu negócio da mesma maneira. O desenvolvimento de novos negócios envolve ideias inovadoras. Assim, há grandes chances de você não ter o conhecimento necessário para garantir que o negócio dará certo. Da mesma forma que não poderia garantir que o casamento funcionasse, já que tinha poucas informações sobre a pessoa.

Por esses motivos é que a validação de ideias é essencial! Somente com essa etapa diminuirão as chances de problemas no desenvolvimento do seu MVP.

Mas o que é a validação de ideias?

A validação é o teste da sua ideia, negócio ou hipótese, que demonstrará se é válido ou não.

A princípio, isso pode parecer meio óbvio. Porém, é bem comum que as pessoas pulem essa etapa. Muitas vezes por excesso de confiança ou ansiedade em ver tudo pronto. O problema é que não param para pensar nas consequências. Tempo, dinheiro e energia são gastos em produtos ou serviços que talvez não sejam bem recebidos pelos consumidores.

Ou seja, a validação pode ser considerada como o pilar do desenvolvimento de uma startup.

Então, a dica de hoje é: não invista em sua ideia, sem antes validá-la! Por mais incrível que ela pareça ser.

Processo de validação de ideias

O processo de validação de ideias pode ser dividido basicamente em 5 etapas. Sendo elas:

  1. Surgimento da ideia: negócio, produto, serviço, melhoria de um processo, solução de um problema, entre outros.
  2. Estabelecimento das variáveis: determinação do público, do local onde vai ser testado e do período de realização do teste.
  3. Definição do experimento: como o teste será feito?
  4. Realização do teste: pode ser um MVP, que já comentamos um pouco aqui no Blog, ou até mesmo uma entrevista.
  5. Análise do aprendizado: determinação e análise dos resultados.

E qual a importância da validação?

Como já comentamos a falta de validação de ideias é um dos principais motivos do fechamento precoce de startups.

Para você entender melhor o porquê disso, listamos alguns dos problemas que podem surgir caso não valide a sua ideia:

  • Financeiro: você poderá desperdiçar dinheiro em um negócio que talvez seja inviável no futuro;
  • Retrabalho: no momento em que descobrir que sua ideia não é bem-vinda no mercado, terá que refazer muitas coisas;
  • Tempo: talvez você demore muito para descobrir que a sua ideia não é viável;
  • Frustração: você e sua equipe acabam se frustrando. E o pior: sem saber exatamente o motivo do produto não ter dado certo.

Se você chegou até aqui, certamente está interessado em entender melhor o processo de validação de ideias.

Para auxiliar nesse processo existem diversas ferramentas que permitem a coleta das informações necessárias e facilitam a validação.

Ferramentas para validar suas ideias

A utilização dessas ferramentas pode garantir que seus investimentos e esforços não sejam em vão!

Vale lembrar que a validação de ideias não é uma tarefa única.

Na realidade, é um processo constante que deve ser feito junto com o de desenvolvimento.

Por isso, apresentaremos a lista de ferramentas em três partes: estudo de viabilidade, validação do conceito e protótipo.

Estudo de viabilidade

1. Google

Inicie com uma pesquisa no próprio Google.

Identifique quais são os seus concorrentes diretos e descubra os lugares onde as pessoas discutem o problema.

Aproveite para ler artigos, fóruns e grupos de discussão antes mesmo de encontrar e testar os seus concorrentes diretos.

Nesse momento, vale a pena observar como as pessoas encontram novas ferramentas e como descrevem o problema. Além disso, identifique o que elas mais sentem falta nas soluções já existentes.

Entenda, principalmente, como os concorrentes resolvem o problema e qual o ponto de inflexão para experimentarem novas soluções.

Agora, já pode fazer uma lista de pessoas que estão ativas nos grupos que encontrou. É interessante anotar o nome, e-mail e mídia social.

2. LinkedIn

LinkedIn é uma rede social de negócios que pode ser sua aliada nesse processo.

Você poderá identificar os gráficos de tamanho da equipe para seus concorrentes.

Conseguirá também entender quem está crescendo e quem está encolhendo, além dos motivos dessas transformações.

Ao utilizar o LinkedIn você pode ter uma ótima fonte de contratações importantes no futuro.

Outro ponto positivo é a possibilidade de gerar uma lista de influenciadores, tomadores de decisões e concorrentes.

3. Google Trends

O Google Trends reúne uma base de dados que demonstram quais temas estão sendo pesquisados no momento. Ou ainda, quais foram pesquisados nos últimos 30 dias, numa data pré-definida, etc.

Além disso, com essa ferramenta você pode descobrir quais os temas relacionados à sua pesquisa que estão sendo buscados por outras pessoas.

Para utilizá-la basta digitar as palavras-chave ligadas à sua ideia e verificar as tendências de busca do país.

4. SEMRush

O SEMRush é um software de SEO para auxiliar na busca de palavras-chave e realização de análises estratégicas.

Ao pesquisar palavras-chave e verificadores de blacklink você entenderá como é difícil construir sua própria posição.

Outra função do software é a análise do posicionamento dos seus concorrentes nos mecanismos de busca.

5. Google Adwords

O Google Ads é uma das ferramentas mais importantes na geração de receita e produção de campanhas de sucesso.

Optando pela utilização do Google Ads você poderá analisar o CPC para avaliar a dificuldade de se posicionar. Assim, terá uma estimativa dos custos de marketing.

Você realmente está interessado pelo desenvolvimento de aplicativos? Se a resposta for sim, aproveite para baixar o nosso e-book e ter um conteúdo excelente sobre esse universo!

Validação do conceito

6. Papel e caneta

Parece muito simples a utilização de papel e caneta, não é mesmo?

Realmente é, mas eles podem ser muito úteis.

Pegue um papel e uma caneta e desenhe a sua solução.

Coloque no papel um fluxo, a parte de interface do usuário e o design de algoritmos.

Isso servirá para você provar que entende do problema e que sua solução pode resolvê-lo muito melhor do que outros negócios.

7. Cartão de negócio

Um cartão com o seu nome pode ser ótimo para você!

Saia e converse com as pessoas.

Mas lembre-se: é importante se concentrar no seu público-alvo.

8. Quora

Outra ferramenta ótima para a validação de ideias é o Quora, um site de perguntas e respostas.

Nele qualquer pessoa pode esclarecer suas dúvidas sobre qualquer assunto.

A dica é que você comece respondendo perguntas. Responda com o intuito de mostrar que a sua abordagem é a solução certa para o problema.

Caso você consiga fazer isso muito bem, poderá direcionar o tráfego para a sua landing page.

9. UXPin

A UXPin é uma plataforma de design que oferece a criação de protótipos e documentos UX, além de recursos de colaboração.

Nessa ferramenta você poderá projetar interfaces realistas.

Além disso, conseguirá criar protótipos com interações internas, interações personalizadas e animações.

Outras funcionalidades interessantes permitem que você projete em conjunto o mesmo protótipo, comentando sobre elementos e trazendo clientes para o processo.

10. Facebook Ads

A ferramenta Lookalike do Facebook Ads tem a função de melhorar o direcionamento das suas campanhas.

Conhecida também como “Público Semelhante”, poderá te ajudar a identificar se há mais pessoas com o problema.

Para isso, você só precisa utilizar os e-mails que coletou na sua landing page.

Muitas vezes você só terá o e-mail comercial dessas pessoas. Para encontrar o endereço de e-mail pessoal, utilize o LinkedIn.

Qualquer linguagem

Nesse momento de validar o conceito, não se concentre na tecnologia. Qualquer linguagem ou qualquer framework podem ser válidos aqui.

Deixe a sua equipe escolher o que será mais rápido para enviar.

Nesse ponto, o que importa é desenvolver o app.

Protótipo

11. Google Analytics

Essa é uma das ferramentas mais utilizadas por profissionais de marketing para análise do comportamento dos usuários no site.

É gratuito e pode ser feita a sua integração com o site para a obtenção de relatórios detalhados em tempo real.

Com o Google Analytics você consegue acompanhar não somente os usuários da sua página de destino, mas também do aplicativo.

Você pode saber também como as pessoas navegam no seu site, quanto tempo utilizam, além de outros dados muito úteis.

12. HotJar

HotJar é uma ferramenta de inteligência e análise de sites, excelente para a validação de ideias.

Utilizando-a, é possível observar como os usuários interagem com o app ou site. Ou seja, entender o que eles querem e o que buscam.

Os fatores que indicam as motivações e desejos dos visitantes são os cliques, toques e comportamentos de rolagem.

Analisando esses indicadores, poderá identificar dúvidas e entender o que eles realmente pensam sobre o serviço.

É importante ressaltar que a melhoria no desempenho e experiência do seu serviço começa com o entendimento dos desejos dos seus visitantes.

13. Growbots

A plataforma baseada em IA é ideal para quem busca a geração de leads. Com ela é possível centenas de clientes em potencial muito rapidamente.

Utilizando a ferramenta você poderá identificar seus clientes perfeitos e avaliar as suas conversões.

A Growbots permite segmentar empresas específicas ou usar os critérios da ferramenta para encontrar o público correspondente ao seu perfil.

O ponto positivo é que o seu time não gastará tempo no demorado processo de prospecção manual. Assim, ficará livre para interagir diretamente com o seu público e criar mais negócios.

14. Apoint.ly

Essa ferramenta permitirá que você entenda profundamente seus usuários.

Com ela você pode agendar sessões individuais com os seus clientes. Dessa forma, passará mais tempo com os seus usuários e verá como eles utilizam o seu serviço.

Além disso, garantirá que o seu cliente seja muito mais beneficiado com o seu aplicativo.

15. UserEngage

O UserEngage é uma ferramenta de automação de marketing que permite que os clientes criem um processo chumbo-nutriting.

Ao utilizá-la é possível coletar e rastrear dados dos usuários, além de interagir com os clientes.

A análise dos fluxos e automatização da comunicação garantem uma melhor integração e suporte para o cliente. Isso é essencial no seu protótipo.

As principais características da ferramenta são:

– Fornecimento de uma variedade de configurações de personalização;

– Possibilidade de investigação completa;

– Integração perfeita com o WordPress, além dos principais plug-ins de terceiros, como o Shopfy;

– Melhoria no envolvimento do cliente por bate-papo ao vivo, e-mail e ações acionadas.

Por esses motivos, o UserEngage é perfeito para liderar seus usuários com comunicação direta.

Quer a ajuda de especialistas para o desenvolvimento da sua ideia?

Conte com a MEGA para tirar a sua ideia de aplicativo do papel!

Nós contamos com um time especializado e pronto para desenvolver o seu app de sucesso!

Conheça nosso portfólio e entre em contato para marcar uma conversa.

Estamos prontos para te mostrar os melhores caminhos.